Chloe Grace Moretz critica Kim Kardashian e recebe dela resposta irônica


Chloe Moretz comprou briga com Kim Kardashian, depois que viu um selfie da mulher de Kanye West publicado no Twitter. A socialite estava nua na foto e comentou: "Quando você está como eu, sem ter coisa alguma para vestir".

Chloe nem foi a primeira a perguntar. Ela havia concordado com a veterana atriz e cantora Bette Midler, que criticou a atitude da moça, também no Twitter: "Kim Kardashian postou um selfie nu hoje. Se Kim quer que vejamos uma parte de seu corpo que ainda não vimos, ela terá que engolir a câmera".

Chloe então escreveu no seu perfil no portal social:  "Eu realmente espero que você se toque do quanto é importante ensinar para jovens mulheres que temos muito mais para oferecer que apenas nossos corpos".

Em outra mensagem, Chloe acrescentou uma explicação:  "Há uma grande diferença entre respeitar a plataforma em que você foi escolhida como celebridade e vadia, algo que eu nunca fiz ou nunca faria".

Kim, ao ler a mensagem, não gostou da resposta e resolveu reagir com um comentário irônico: "Vamos dar boas vindas a Chloe Moretz no Twitter, já que ninguém sabe quem ela é. Sua capa de nylon é muito fofa, querida", escreveu Kim.

NO BRASIL

Essas críticas refletem, nos EUA, um problema semelhante ao do Brasil, quando o mercado de mulheres consideradas "populares" e "muito sensuais", como várias siliconadas, entre as chamadas "mulheres-frutas", "musas do Brasileirão", ex-BBBs e outras (há até uma quarentona que fez parte da Banheira do Gugu, há mais de 20 anos), que só vivem de mostrar seus corpos.

Quem defende acha que isso é "liberdade do corpo" e acha que as mulheres devem exibir seus corpos quando e onde quiserem. Só que isso causa um problema que reforça a posição contrária, já que as mulheres que "mostram demais" acabam estimulando os impulsos sexuais desenfreados do público masculino, o que pode trazer sérios problemas, como a violência contra a mulher.

Além disso, Chloe Moretz lembrou que as mulheres deveriam aprender que devem se afirmar além de simples corpos femininos, buscando ter personalidade e talento. Não é uma questão de impedir a sensualidade, mas não fazer dela um fim em si mesmo.

Comentários